Em foco

"Smartphones são usados para espiar os nossos movimentos"

A preocupação refere-se aos dados recolhidos pela Google.

Data: 28.11.2018

Um grupo de organizações de consumidores está preocupado com o tipo de dados recolhidos pela Google acerca dos seus utilizadores, nomeadamente no que diz respeito à orientação sexual, inclinação política, estilo de vida e opção religiosa. 


Perante este cenário, refere a RTP, este grupo está a ultimar uma queixa para apresentar aos reguladores. Em causa está, refira-se, o 'Google's tracking system', isto é o 'sistema de rastreamento do Google'.


Esta questão está intimamente relacionada com o sistema de localização, sendo que, de acordo com as organizações signatárias da queixa, o principal motor de pesquisa da Internet não dá grande liberdade para que utilizadores desliguem o sistema de localização.


Monique Goyens, diretora-geral da BEUC (um grupo de defesa de consumidores), revelou que "a fome por dados da Google é notória. A situação é muito alarmante. Os smartphones estão a ser usados para espiar todos os nossos movimentos".


Por seu lado, a Google defende-se, explicando que o utilizador do motor de busca mais popular tem a possibilidade de desligar o sistema de localização. A gigante tecnológica faz ainda saber que, por defeito, o sistema aparece desligado e, depois de acionado, pode ser colocado em pausa.


Fonte: Notícias ao Minuto



Voltar