Em foco

Google Notícias agora se adapta a aparelhos com pouca memória e conexão fraca

Companhia começou a liberar recursos que visam poupar pacote de dados dos usuários

Data: 11.09.2018

Google Notícias agora se adapta a aparelhos com pouca memória e conexão fraca

O Google anunciou nesta segunda-feira (10) novos recursos para o seu aplicativo Google Notícias que visam atender melhor a experiência daqueles que possuem smartphones com pouca capacidade de armazenamento e pacote de dados reduzido, uma espécie de versão Lite seguindo o desenho do Android Go.


Segundo a companhia, o agregador de notícias tem no Brasil um dos seus principais mercados. "No Brasil, hoje, vemos mais pessoas usando o app por mês do que em qualquer outro país", escreveu Lauren Stier, Gerente de Produtos do Google Notícias, no blog da empresa. Atualmente, a ferramenta se encontra disponível em 127 países e 65 idiomas.


A versão mais leve do app deve funcionar independentemente do celular ou plano de operadora do usuário. Com ela, o Google oferecerá quatro recursos principais  que têm como objetivo poupar o pacote de dados dos usuários.


Os vídeos não vão mais começar automaticamente e, quando possível, vão abrir no YouTube Go, garantindo que os vídeos sejam entregues em um formato mais leve e ainda assim com boa resolução. Qualquer notícia também poderá ser salva, mesmo em modo off-line, para mais tarde ser baixada em uma conexão wi-fi. 


Além disso, noticiários e previews de uma história se adaptarão para se tornar mais textuais. Imagens serão comprimidas e poderão ser carregadas com apenas um toque. Vídeos e gifs também não vão tocar automaticamente. 


De acordo com o Google, todos esses recursos serão ativados automaticamente. Usuários não precisam configurar nada ou checar alguma opção específica no Google Notícias. 


"No Brasil, mais de 40% dos usuários têm celulares com pouca memória, o que faz esses novos recursos especialmente relevantes", escreveu Lauren.


Os recursos serão lançados gradativamente para usuários do mundo inteiro nas próximas semanas, informou o Google.


Fonte: IDGNow!



Voltar