Em foco

Portugal em destaque lá fora por serviços digitais prestados pelo Estado

Em dois anos, Portugal passou de 38.º para 29.º lugar no United Nations E-Government Survey 2018, o Inquérito Mundial das Nações Unidas sobre os serviços digitais prestados pelo Estado. Em destaque está, por exemplo, o Programa Simplex+.

Data: 23.08.2018

Portugal em destaque lá fora por serviços digitais prestados pelo Estado

Portugal subiu nove lugares no Inquérito da ONU sobre E-Government. O anúncio foi feito, esta quarta-feira, pelo gabinete da ministra da Presidência e Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.


“No espaço de dois anos, Portugal passou de 38.º para 29.º lugar no United Nations E-Government Survey 2018, o Inquérito Mundial das Nações Unidas sobre os serviços digitais prestados pelo Estado”, destaca o documento.


Segundo o inquérito, o nosso país é um “bom exemplo de modernização dos serviços públicos”, com particular destaque para a rede de Lojas de Cidadão e o Programa Simplex+, além de que fazemos parte de um grupo de “11 países que conseguiram entrar no Grupo de Elevado Desempenho”.


Pode ainda ler-se no comunicado das Nações Unidas que, salienta o Governo, o alargamento da rede de Espaços Cidadão merece ser elogiado por representar uma boa solução para “combater a exclusão digital”.


O estudo United Nations E-Government Survey realiza-se desde 2001, com o objetivo de avaliar o nível de capacidade de resposta dos serviços digitais públicos em todos os 193 Estados-Membros da ONU.



 


Em análise estão variáveis como os Serviços Digitais Públicos disponibilizados aos cidadãos e empresas, as Infraestruturas de Telecomunicações existentes no país, e as Competências do Capital Humano, bem como o grau de utilização dos serviços digitais pelos cidadãos. Relativamente a esta última categoria, a ministra Maria Manuel Leitão Marques destaca que Portugal também registou “uma subida, passando do 50º para o 30º lugar”.


Fonte: Notícias ao Minuto



Voltar