Em foco

Vivo e Ericsson testam tecnologia 5G em rede comercial no Brasil

Teste utiliza frequência de 3,5Ghz na atual rede 4,5G/LTE-A da operadora em São Paulo

Data: 22.08.2018

Vivo e Ericsson testam tecnologia 5G em rede comercial no Brasil

A Ericsson e a Vivo anunciaram nesta segunda-feira (20/8) a realização de testes de campo com a tecnologia Massive MIMO, uma das etapas mais relevantes na evolução rumo às redes 5G, ativada na rede 4,5G/LTE-A atualmente implementada pela operadora em São Paulo (SP).


Segundo as empresas, o Massive MIMO permite que as operadoras expandam sua capacidade de rede para oferecer uma melhor experiência para os consumidores, bem como para conectar mais dispositivos por antena. Essa característica garante que, em horários de pico, por exemplo, mais consumidores possam utilizar a internet e assistir vídeos ao mesmo tempo, sem prejuízo à experiência de navegação.


Rogério Loripe, vice-presidente comercial da Ericsson no Brasil, explica que o Massive MIMO é uma das etapas mais relevantes para o 5G, mas, enquanto a quinta geração não chega, os usuários podem se beneficiar de um desempenho superior mesmo na rede 4,5G/LTE-A. “Este teste é um passo importante na parceria estratégica que temos com a Vivo na evolução da rede atual rumo ao 5G”, disse.


O teste é realizado em dois cenários com a antena ativa Ericsson AIR 6468, com recursos 64T64R Massive MIMO, instalada em um bairro de alta densidade populacional. No primeiro momento, o sinal é apontado a um edifício comercial para avaliar a desempenho da cobertura vertical em ambiente indoor. Em seguida, a cobertura horizontal é testada por múltiplos usuários, que obtêm ganho de performance devido à individualização dos feixes emitidos (beamforming) pela antena.


Atila Branco, diretor de Planejamento e redes da Vivo, comenta que o tráfego de dados está em ascensão e aumentará exponencialmente com o avanço dos serviços de vídeo 4K, Realidade Virtual e Realidade Aumentada. “Estamos preparando e testando novas tecnologias para garantir que nossas redes tenham a capacidade e velocidade que oferecerão aos nossos clientes a melhor experiência em dados móveis no Brasil”, destacou.


Fonte: IDGNow!



Voltar