Em foco

Como deixar de ver os mesmos anúncios em toda a Internet?

Há anúncios que parecem seguir o utilizador em todos os sites. Há várias formas de os evitar, algumas sem aceder às definições ou instalar extensões.

Data: 21.08.2018

Como deixar de ver os mesmos anúncios em toda a Internet?

Basta fazer uma pesquisa na Internet por um produto em particular – uma viagem aos Açores, ténis novos ou uma gaiola maior para o periquito – para se reparar que há publicidade que parece seguir as pessoas para qualquer site que visitam.


Empresas como o Google e a Apple chamam-lhes “anúncios lembrete”: têm o objectivo de recordar o utilizador sobre um produto que pesquisou no passado. Baseiam-se em informações que o utilizador partilha nos sites (por exemplo, idade e género) e em dados que os anunciantes recebem de plataformas de publicidade, como o Google AdSense.


A tecnologia recorre a cookies, que são pequenos ficheiros colocados nos computadores dos visitantes de sites, e "rastreadores", que são elementos de código que avaliam se o utilizador está interessado em comprar alguma coisa – por exemplo, ao registar o tempo que se passou numa página de um produto ou os objectos que foram adicionados a um carrinho de compras.


Isto acontece tanto no computador, como no telemóvel. Mas há formas de restringir os “anúncios lembrete” sem ter de evitar por completo a publicidade online.


Usar um navegador em modo privado


Uma forma simples de evitar publicidade persistente – sem ter de alterar as definições dos aparelhos usados – é optar pelo modo de navegação anónima no smartphone ou no computador, que impede que os sites registem os sites a que o utilizador acede e as pesquisas que faz.


Na generalidade dos navegadores, fazer clique direito num link permite abri-lo em modo incógnito/privado (o nome varia). Nos telemóveis, pressionar o link durante algum tempo dá a mesma opção. Também é possível abrir uma nova janela em modo incógnito/privado. 


Porém, isto impede que os navegadores guardem o histórico de navegação.


Remover o identificador de publicidade do smartphone


Os smartphones com o sistema operativo da Apple (iOS) ou do Google (Android), dependem de um sistema chamado “identificador de publicidade” para ajudar as empresas a mostrar anúncios segmentados. Trata-se de um código alfanumérico, único para cada dispositivo.


Em aparelhos Android, para desactivar o identificador deve-se ir a Conta Google (disponível nas Definições) e escolher o separador Anúncios, onde é possível “indicar às aplicações que não utilizem o seu ID de publicidade para criarem perfis ou apresentarem anúncios personalizados”.


Em iOS, o botão para desactivar o identificador encontra-se ao aceder a Definições, escolher o Menu de Privacidade, e abrir o separador de Publicidade.


Ignorar anúncios específicos (Chrome, Facebook, Twitter)


O navegador do Google, o Chrome, permite desactivar anúncios específicos. O “pedido para ignorar” – disponível nas opções para anúncios do Google (acessível a partir das definições da conta) – permite escolher anúncios, temas e empresas específicos que o utilizador deixa de ver durante 90 dias.


O objectivo da ferramenta, lançada no começo de 2018, é evitar que as pessoas recorram a programas para bloquear anúncios na Internet. É uma preocupação para anunciantes e para sites como os dos jornais e outras empresas de comunicação que fazem receita com a venda de espaços de publicidade.


Nas opções para anúncios do Google, porém, também é possível desactivar completamente os anúncios personalizados. É uma opção que outras plataformas, como o Facebook e o Twitter, também oferecem.


No Twitter, a opção está acessível ao ir às Definições, escolher Privacidade e Segurança, e editar a informação no separador de Dados e Personalização.


No Facebook, é preciso ir a Definições da Conta (no canto superior direito) e escolher Definições (o separador de Anúncios é para quem quer pôr publicidade no Facebook). Daí, pode-se aceder a uma página para editar as definições de publicidade, e desactivar anúncios baseados em dados de parceiros.


Limpar os cookies


No computador, é mais difícil ver os mesmos anúncios persistentes em vários sites quando os cookies foram eliminados. Para o fazer, basta aceder às definições do Histórico do navegador que se usa para aceder da Internet (geralmente, no canto superior direito do ecrã), escolher o separador Limpar Dados de Navegação (ou equivalente), e apenas seleccionar a opção para remover cookies. Isto garante que os sites que o utilizador visitou no passado continuam registados. 


Desde 2017, que o navegador da Apple, o Safari, elimina automaticamente alguns cookies a cada 24 horas. A empresa diz que o sistema funciona com inteligência artificial para identificar os cookies que o utilizador quer e precisa (por exemplo, credenciais de acesso a sites) e os que vêm de anunciantes. Na altura, a decisão não agradou a empresas de marketing e de publicidade.


Bloquear os anúncios todos


Para evitar ver o mesmo produto em vários sites, cada vez mais pessoas optam por instalar extensões que bloqueiam todos os anúncios nos seus navegadores (o AdBlock e o AdBlockPlus são exemplos). Em 2017, a utilização deste tipo de extensões aumentou 30%. 


Porém, começam a surgir formas de restringir o acesso de pessoas que usam bloqueadores de anúncios, e há sites que obrigam as pessoas a desactivar os bloqueadores se quiserem aceder ao conteúdo. 


Fonte: Público



Voltar