Em foco

Dados dos clientes europeus da Kaspersky passam a estar armazenados na Suíça

Empresa de cibersegurança vai abrir o espaço em Zurique, na Suíça no final de 2019, no âmbito da iniciativa de “Transparência Global”, iniciada em outubro de 2017.

Data: 16.05.2018

Dados dos clientes europeus da Kaspersky passam a estar armazenados na Suíça



A Kaspersky Lab prepara-se para abrir o primeiro Centro de Transparência. A empresa de cibersegurança está a transferir vários dos seus processos fundamentais da Rússia para a cidade suíça de Zurique, onde ficará instalado o centro no final de 2019. Os dados dos clientes europeus da Kaspersky passam, assim, a estar armazenados e a ser processados na Suíça.


Esta mudança enquadra-se na iniciativa “Transparência Global”, que teve início em outubro de 2017. Em comunicado, a empresa refere que este centro de dados irá armazenar e processar todas as informações dos utilizadores das regiões da Europa, América do Norte, Singapura, Austrália, Japão e Coreia do Sul, com outros países já planeados.


A empresa pretende que esta ctividade seja supervisionada por uma entidade independente da Suíça, de modo a garantir a total transparência e integridade. A realocação irá garantir que o software mais recente pode ser verificado por uma organização independente e demonstrar que o mesmo, bem como as suas atualizações recebidas pelos clientes correspondem ao código-fonte auditado.



Eugene Kaspersky, CEO da empresa, afirma que “a transparência é é a razão pela qual decidimos redefinir as nossas infraestruturas e transferir os nossos centros de processamento de dados para a Suíça”. “Acreditamos que estas ações tornar-se-ão numa tendência global a nível de cibersegurança, e que a nossa política de confiança irá espalhar-se a toda a indústria como requerimento base”, sublinhou o diretor executivo.


Fonte: Jornal Económico






Voltar