Em foco

Inaugurados sete pontos do sistema gratuitos de internet em Caxito

Sete pontos do sistema gratuito à internet, enquadrados no projecto "Angola Online" foram inaugurados no sábado, em Caxito, província do Bengo, pelo ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha.

Data: 09.04.2018

Inaugurados sete pontos do sistema gratuitos de internet em Caxito



O ponto instalado na Escola Superior Pedagógica do Bengo abrangerá a Escola de Formação de Técnicos de Saúde (EFTS), o Hospital Municipal do Dande e o campo de futebol da Açucareira.


Outros loacais são a Escola do I ciclo, situada no bairro Social da Juventude (com um laboratório de informática com 10 computadores), a Escola 306 (15 computadores), às Edições Novembro (Jornal de Angola), à Direcção do Infosi, no largo Abel dos Santos, o Puniv (ISTA) e Marilú (Açucareira).


Estas zonas são consideradas as de maior concentração populacional, particularmente de usuários de internet, visando promover a inclusão digital dos cidadãos através do acesso grátis e massivo às novas tecnologias de informação.


Em declarações à imprensa, o miinistro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, disse que o país, em particular na província do Bengo, regista-se um aumento exponencial de acesso e uso das tecnologias de informação e comunicação.


Referiu que cada ponto montado é uma oportunidade para que as pessoas possam entrar no mundo digital, podendo comunicar e investigar matérias que lhes satisfaça.


O governante afirmou que o Executivo está a implementar uma política que visa a massificação dos serviços de internet no seio da população, especialmente, para a juventude, contando com ajuda dos operadores, com destaque para Angola Telecom.


O titular da pasta das Telecomunicações e Tecnologia de Informação apelou, por outro lado, para o uso racional da internet, desaconselhando práticas pouco abonatórias, sobretudo nas redes sociais.


No Bengo, José da Rocha manteve encontro de cortesia com a governadora provincial, Mara Quiosa e visitou as instalações da Angola Telecom, Correios de Angola e Inamet, cujos serviços precisam de melhoramento para que as populações acedam com maior facilidade.


A governadora provincial do Bengo, Mara Quiosa, afirmou  que o projecto Angola Online, que visa a massificação dos serviços de internet grátis, constitui uma mais-valia para a província e para a juventude, em particular.


Em declarações à imprensa, a governadora referiu que o projeto representa uma mais-valia porque a partir de agora a juventude local terá a oportunidade de se comunicar com o mundo e de aceder as diversas informações, particularmente, as pesquisas académicas.


Sugeriu que para o uso correcto da internet é necessário que se faça trabalho de sensibilização à população, porque esta ferramenta colocada à disposição do público torna-se mais importante quando utilizada com responsabilidade e respeito.


Segundo Mara Quiosa é preciso saber que tipo de conteúdos aceder quando se term a internet ao seu alcance, transmitindo as populações, em particular aos jovens, o uso correcto desta ferramenta.


O projecto prevê instalar na província 14 pontos de sistema de internet grátis que abrangerá algumas localidades dos municípios do Pango Aluquém, Bula Atumba e Dembos para ajudar os jovens aperfeiçoar os serviços das TICS, mas para tal necessita de ferramentas e condições para o efeito.


O "Angola Online" visa proporcionar ao público facilidade de acesso à internet, à informação e ao conhecimento.


O projecto é uma iniciativa do INFOSI, instituto público tutelado pelo Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, que tem como objecto social a promoção e o desenvolvimento da sociedade da informação em Angola.


Fonte: ANGOP





Voltar